Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial > O Câmpus
Início do conteúdo da página

O Câmpus

Escrito por Campus Sapiranga | Publicado: Terça, 10 de Outubro de 2017, 14h46 | Última atualização em Terça, 10 de Outubro de 2017, 15h48 | Acessos: 1003

Em 16 de agosto de 2011 o Governo Federal lançou a fase III da Expansão da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica. Nessa ocasião o município de Sapiranga foi contemplado com a previsão de instalação de um câmpus do Instituto Federal Sul-rio-grandense (IFSul).

Com a missão de “implementar processos educativos, públicos e gratuitos, de ensino, pesquisa e extensão, que possibilitem a formação integral mediante o conhecimento humanístico, científico e tecnológico e que ampliem as possibilidades de inclusão e desenvolvimento social”, o Câmpus Sapiranga teve suas atividades iniciadas em sedes provisórias, oferecidas pela Rede Municipal de Educação de Sapiranga, em outubro de 2013.

Os serviços do IFSul em Sapiranga passaram a ser prestados à comunidade em sede própria da instituição em agosto de 2014, após a conclusão das obras de implantação da unidade no município, contando, para isso, com uma equipe técnica e corpo docente qualificado e preparado para o desenvolvimento de uma educação pública de qualidade.

 

INFRAESTRUTURA

Foram investidos mais de 6 milhões de reais em obras e cerca de 1,5 milhões de reais em equipamentos, destinados às aulas práticas dos cursos, e mobiliários para os espaços administrativos e acadêmicos.

A infraestrutura atual do câmpus conta com três prédios, sendo eles: o bloco de salas de aula e laboratórios; o bloco de oficinas e o bloco multifuncional. Isso compreende cerca de 2 hectares de área construída, além dos quais o IFSul possui ainda um espaço de aproximadamente 2 hectares disponível para futuras ampliações.

 

ENSINO

Com o intuito de colaborar com o desenvolvimento industrial, bem como contribuir para a promoção do desenvolvimento social e a formação integral do educando, a instituição oferece dois cursos técnicos na forma integrada, em que o estudante cursa o Ensino Médio concomitantemente à formação técnica, e um curso na forma subsequente, em que o estudante com o Ensino Médio concluído cursa apenas a formação técnica. Todos os cursos, independentemente da especificidade de sua área, buscam formar cidadãos críticos e solidários, capazes de atender às demandas do mundo do trabalho.

    - CURSOS TÉCNICOS INTEGRADOS:

        - ELETROMECÂNICA: permite aos seus egressos exercer atividades de planejamento e execução de manutenção elétrica e mecânica de equipamentos industriais nos principais setores da atividade econômica local e regional.

        - INFORMÁTICA: tem o objetivo de formar profissionais capazes de desenvolver e manter sistemas computacionais em desktops e em plataformas móveis e realizar suporte e manutenção de computadores organizados ou não em rede. Seu campo de atuação são as empresas que fazem uso de sistemas computadorizados na execução de suas atividades, além da implantação e da manutenção de empresas com foco em e-commerce e e-services.

    - CURSO TÉCNICO SUBSEQUENTE:

        - ELETROELETRÔNICA: forma profissionais capazes de planejar e executar a instalação e manutenção de equipamentos eletroeletrônicos industriais, observando normas técnicas e de segurança.

 

PESQUISA E EXTENSÃO

O IFSul tem uma proposta de articulação entre ensino, pesquisa e extensão. Para isso, além dos cursos regulares, diversos projetos são desenvolvidos no câmpus ao longo do ano. Na extensão, destacam-se a Feira de Ciências, Tecnologia e Inovação do IFSUL – Câmpus Sapiranga (FECITI), o Painel Olhares sobre a Educação, o Projeto Família e Escola: um encontro necessário e o Projeto Adote um animal de rua. A Feira de Ciências, Tecnologia e Inovação do IFSUL – Câmpus Sapiranga (FECITI), que esse ano terá sua terceira edição e ocorrerá em outubro, tem por objetivo oportunizar um espaço de troca de experiências e conhecimentos através da apresentação de projetos executados por alunos de Ensino Fundamental, Médio e Técnico. O Painel Olhares sobre a Educação, que neste ano teve sua quarta edição em junho com a temática “ensino com pesquisa”, tem por objetivo promover o aprofundamento teórico a partir da reflexão e do debate de temas relacionados à educação. O Projeto Família e Escola: um encontro necessário, tratando de temas relacionados aos direitos, deveres e desenvolvimento biopsicossocial-pedagógico dos estudantes, tem por objetivo proporcionar encontros com os responsáveis pelos estudantes que cursam os cursos técnicos integrados. O Projeto Adote um animal de rua, qual duas alunas do curso de Informática estão construindo um site para uma ONG que cuida de animais abandonados, busca melhorar a relação da comunidade com os animais abandonados.

Além desses, outros projetos de extensão foram desenvolvidos em anos anteriores, como o RobEduc, que oferecia oficinas de robótica educacional para alunos do Ensino Fundamental do município de Sapiranga, e o #EDUCJOVENS, que tinha como um dos objetivos conhecer os adolescentes que estão concluindo o Ensino Fundamental da rede pública de Sapiranga e incentivá-los na continuidade dos estudos.

Nos projetos de pesquisa, coordenados por servidores, os alunos têm oportunidade de atuar como bolsistas ou voluntários. Atualmente, o Câmpus Sapiranga tem os seguintes projetos de pesquisa sendo executados: Monitoramento do consumo de energia elétrica em bloco de sala de aula visando eficiência energética, coordenado pelo engenheiro civil César Alberto Ruver; Tomadas USB dedicadas para carregamento de bateria de dispositivos portáteis alimentadas por painéis fotovoltaicos autônomos, coordenado pelo professor Bruno Fontana da Silva; A capacidade de intervenção política dos criadores de gado brasileiros estabelecidos no Uruguai sobre a corte do Rio de Janeiro (meados do século XIX), coordenado pela professora Carla Menegat; Filosofias da Escravidão na Escolástica Barroca: um estudo dos discursos sobre o tráfico de escravos africanos nos séculos XVI-XVIII, coordenado pelo professor Fernando D’oca.

 

INGRESSO

Todas as vagas ofertadas pelo câmpus são públicas e gratuitas. A seleção dos alunos é realizada por intermédio de processo seletivo (vestibular). Para ingresso nos cursos integrados, é aplicada prova objetiva de múltipla escolha que abrange questões de Língua Portuguesa, Matemática, História e Geografia. Para o curso subsequente, a prova engloba questões de Língua Portuguesa, Matemática, Física e Química. O lançamento do Edital do Processo Seletivo do IFSul ocorre anualmente, geralmente em outubro.

 

 

DIRETORA-GERAL
Rita de Cassia Dias Costa

CHEFE DE DEPARTAMENTO ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO
Daltro Ben Hur Ramos De Carvalho Filho

CHEFE DE DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO E DE PLANEJAMENTO
Júlio Korzekwa

registrado em:
Fim do conteúdo da página